Início Cursos Búzios Curso de Jogo de Búzios - Nona lição

Curso de Jogo de Búzios - Nona lição

E-mail Imprimir PDF
 

Como Os Orixás respondem no jogo de Búzios

Os búzios falam da morada, o tempo e a luz de cada Orixá.

Primeira morada = de 1 a 7 búzios falando : O Orixá é novo, porém possui muita luz

Segunda Morada = de 8 a 14 búzios falando: O Orixá é mais velho e mora mais longe.

Terceira Morada = 15 e 16 búzios falando: O Orixá é mais velho e mora muito longe da Terra.

 

DICAS “ A Caída dos Búzios e Otás”

01 – 1 búzio falando com 1 otá ao lado

Resposta: mulher, Exú, Homem, doença grave

 

02 – 1 búzio falando com um otá em cima.

Adultério, Exú, perseguição, embaraços financeiros

03 – 1 búzio mudo com um otá ao lado

Resposta: Mudança de trabalho,casa, vida, bons negócios.

04 – 2 búzios falando, trepados, um ao lado do outro.

Resposta: Quizilas de Orixá ou na vida da pessoa.

05 – 2 búzios falando, um em cima do outro.

Resposta: Caminhos fechados, dificuldades na vida, carrego de Orixá.

06 – 2 búzios mudos, trepados, um em cima do outro.

Resposta: Eguns, Obsessores.

07 – 1 búzio em pé.

Resposta: Obrigação feita recentemente. Deve fazer uma obrigação para o Orixá , dona da cabeça, pois a pessoa corre perigo de vida. Urgente.

08 – Quando no jogo só respondem Orixás masculinos ou Orixás do fogo.

Resposta: Obrigação Urgente para Exú. Joga-se e retira-se a obrigação.

09 – 1 búzio falando em sentido vertical no meio, com 2 búzios falando em sentido Horizontal:

Resposta: Pertubação de Egun, a pessoa deverá fazer um Ebó Ikú, completo ( sacudimento de Egun)

10 – 1 búzio mudo no sentido horizontal, um búzio falando vertical e um búzio falando horizontal.

Resposta: Egúm e Exú. Obsessores. Influencias negativas.

11 – 1 búzio mudo horizontal à direita e um búzio mudo vertical à esquerda.

Resposta: Pertubação de Exú e Egum

12 – 1 búzio mudo horizontal à esquerda e 1 búzio mudo vertical à direita.

Resposta: Pertubação de Exú e Egum

13 – 1 búzio mudo vertical ao centro e 2 búzios falando horizontalmente.

Resposta: Pertubação de Egum de Homem

14 – 1 búzio falando vertical ao centro e 2 búzios mudos na horizontal;

. Resposta: pertubação de Egun de uma mulher

SISTEMA ORACULAR PELA AMARRAÇÃO DE IGBÔ

O Odú opolé

A primeira jogada é a mais importante de cada consulta pois indica o odú opolé, isto é, “o que está com os pés sobre o solo”. É o odú que se apresenta como orientador, regente e responsável pela consulta que está sendo feita. Quando for identificado o odú, é preciso saber se o mesmo está positivo (irê) ou negativo (osogbô), isto é, portador de coisas boas ou ruins. Para isso é usada a técnica de “amarração de igbô”.

São 4(quatro) os tipos de igbô utilizados como elementos de apoio ao advinho, que fornecem uma segurança absoluta, na medida em que respondem “sim” ou “não” às perguntas.

A seguir, os tipos de elementos de apoio ao advinho que respondem “sim” ou “não” às perguntas, durante e no decorrer de uma consulta:

Igbô – Okutá – uma pedra lisa, redonda e pequena, geralmente branca ou bem clara. Responde sempre sim = irê (afirmativo).

Igbô - Oju malú – trata-se da conhecida fava “olho de boi”. Responde sempre não = osogbô (negativo)

Observação: Em meu jogo, só utilizo estes dois primeiros itentos para, o consulente, segurando um em cada mão, determinar se o IGBÓ está em IRÊ ou OGSOBO, todavia não deixarei de ensinar o restante como feito pelos antigos Babalaôs.

Utilizo este método

Amarração de igbo

Para saber se o Odú Opèlè está positivo ou negativo, usamos a técnica conhecida como "amarração de igbo".

Existem várias técnicas e vários elementos de apoio ao adivinho, que fornecem uma segurança absoluta na medida em que respondem sim ou não às perguntas formuladas no decorrer da consulta. Escolhemos apenas uma, pois é a mais conhecida e mais usada entre nós, Babalòrísá / Iyalòrísá. Usaremos 2 pedras roliças (uma clara e outra escura) ou apenas uma pedra e uma concha ou uma pedra e uma fava olho de boi, sendo que a pedra clara será sempre "sim". Para se saber a resposta às perguntas do consulente ou as nossas com relação a positividade ou não do ODÚ Òpolè, pegamos a pedra (OKUTÁ), tocamos a testa do consulente e dizemos "Irê", na tentativa de se obter uma resposta auspiciosa do ODÚ, em seguida entregamos ao consulente a pedra dizendo: "Okutá boni hem" - entregamos a outra pedra ou o elemento escolhido dizendo: "Oju malu be ko". Mandamos o consulente sacudir os 2 símbolos entre as mãos e que os separe aleatoriamente quando mandarmos, devendo ficar 1 em cada mão, sem que nos saibamos em que mão se encontre este ou aquele elemento. Os búzios são novamente jogados por 2 vezes consecutivas e os resultados, ou seja, os ODÚ que se apresentarem é que irão determinar qual das mãos deverá ser aberta, observando-se, para isto, a seguinte regra:

a - o 1° lançamento corresponde a mão esquerda,

b - o 2° lançamento corresponde a mão direita;

c - o ODÚ mais velho (menor n° de búzios abertos) determina que mão deverá ser aberta;

d - em caso de empate, deverá ser aberta a mão esquerda;

e - se na mão escolhida estiver a pedra, a resposta é "sim"

f - se no lançamento dos búzios cair ÒFÚN ou OGBE, não há necessidade de se complementar a jogada;

g - se ao contrário eles caírem na 2ª mão, pede-se que o consulente abra a mão direita.

Sempre que se quiser a confirmação ou tirar alguma dúvida com relação à pergunta ou ao consulente deveremos usar essa técnica, pois ela nos orienta muito bem, pois a pergunta é dirigida ao Òrúnmílá.

Quando se joga búzios, não pode haver limitação de espaço, ou seja, jogar dentro de peneiras ou qualquer coisa que faça a limitação.

Quando caem 16 búzios fechados = Opirá, caída totalmente negativa, total desfavorecimento, impedimento e morte; o número desta caída é "0" (zero). Essa caída é perigosa tanto para o consulente quando para o Baba/Iyálòrísá, pois a indicação de Opirá é de morte, perigo fatal. Mediante tal situação o Baba/Iyálòrísá, deverá encerrar imediatamente, não podendo o mesmo, jogar por 16 dias, até que se completem as obrigações devidas. Pede-se ao cliente que se levante e colocamos u pano preto por cima do jogo durante 5 minutos, para somente depois levar o pano para casa de Esú com 1 acaçá. Quando der essa caída, não devemos indicar esse cliente para ninguém. Pegar 4 búzios e perguntar para a Èsú que ele deseja, se a cabeça de um galo ou a cabeça de um bode? Leva-se para a mata e se entrega para o poente, enterramos a cabeça e por cima será colocado o corpo; na volta bate-se folhas em tudo. Durante esses dias é colocado em cima do jogo canjica, que deverá ser trocada todos os dias e deixada às águas, com 17 dias, daremos comida seca para Òrúnmílá.


Como disse, outros Babalaôs continuam assim:

Igbô - Lerí Adié – parte superior do crânio de uma galinha que tenha sido sacrificada a Esú Elegbára. Substitui o Okutá assim que se descubra que odú opolé está em osogbô. Como okutá, também responde sim (irê), positivo.

IgbôAgê (pequeno caramujo de forma cônica e espiralada). Substitui o okutá quando o odú opolé estiver em irê e Cawrí. Agê é um bem relacionado a dinheiro.

Responde sim (afirmativo) irê.

Para a apuração se o odú opolé esta irê ou osogbô, o advinho, inicialmente, pega o okutá, toca com ele a testa do consulente e diz: “irê”, na tentativa de obter uma resposta auspiciosa do odú opolé.

Em seguida, entrega o okutá (pedra) ao consulente e diz okutá bonihém.

Após, entrega o ojú malú (olho de boi) e diz: ojú malú bê kô. Nesse momento é solicitado ao consulente que fique trocando os símbolos de mãos (“amarrando” o igbô).

Obs.: manda-se que o consulente guarde os dois símbolos entre as mão devendo ficar com um em cada mão, e sem que o advinho possa saber em que mão encontra-se este ou aquele símbolo.

Então, joga os búzios para saber quem é o mandante da situação (o “opolé”).

Após, os búzios serão lançados por mais duas vezes consecutivas, para definir-se qual mão será aberta (onde estão os símbolos “amarrados”)

Obs.: o primeiro lançamento corresponde a mão esquerda do consulente.


A segunda caída, ou seja, o segundo lançamento, corresponde a mão direita.



9


lado direito 2 3 lado esquerdo

 


neste caso pedir o símbolo da mão direita (odú que saiu na direita é menor)

O odú mais velho (isto é, o de menor número de búzios abertos) determina que mão deverá ser aberta, sendo que, em caso de empate, será sempre aberta a mão esquerda.



11 (opolé)


lado direito 5 5 lado esquerdo



neste caso pedir o símbolo da esquerda (odú iguais)

Se na mão escolhida, encontrar-se o okutá, o odú opolê está Irê (positivo).

Se, ao contrário, na mão escolhida estiver o Ojú Malú, o odú opolé está osogbô (negativo) e o ojú malú é imediatamente substituído pelo Lerí Adié. (egun = osso)

Sempre, a cada lançamento, a frase “ô sá rê ô” é repetida, porém é desnecessário pedir autorização ao ori (“orí, orí ô”).

Agora que já foi determinado se o odú opolé está positivo (Irê) ou negativo (osogbô), precisamos conhecer a origem do problema que trouxe o consulente até nossa mesa de jogo, e a presença de iká. Para isso, dispomos de outros cinco símbolos que servem para indicar qual o tipo de problema, ou seja, irê ou osogbô.

Os símbolos de orientação, seus significados e disposições.

Os símbolos utilizados são cinco a saber:

1º - okutá Kekê (pedra pequena)

2º - Igbin (ponta da casca do caramujo de sol consagrado aos orisás funfun)

3º - Cawrí Meji (dois búzios abertos e unidos com palha da costa, de forma que as frestas naturais fiquem viradas para fora)

4º - Egún = Leri Adie (pedaço de osso de um animal que tenha sido sacrificado à Èsú Elegbara - pedaços de vértebras são os mais usados)

5º - Apadí (caco de porcelana de qualquer objeto desse material). Os símbolos devem permanecer sempre na disposição Irê, que é a seguinte da direita para esquerda.


Em Irê

Apadí

Egun

Igbin

Cawri

okutá

irê isekun

irê ómó

Irê ayá

Irê Agê

irê aikú

Vitória sobre

Filhos

ou okô

dinheiro

não ver a

inimigos

Descendentes

bem através de relacionamento

 

morte ou inexiste a morte




Em Osogbô

Apadí

cawri

okutá

igbin

Egun

osogbô

osogbô

osogbô

osogbô

osogbô

 

Agê

ijá

arum

ikú

perdas

falta de

dinheiro

problemas judiciais

doenças

morte

 

Necessidades

brigas, confusões

 

 


Como podemos ver, não é só sua disposição que muda. Seus significados também variam quando odú opelê está em osogbô

a) A escolha do símbolo determinante da Origem da consulta.

Jogaremos uma vez para cada símbolo.

Ex.: Odú Opolê está em Osogbô determinar qual o tipo de osogbô:

Egun – 1ª jogada

Igbin – 2ª jogada

Okutá – 3ª jogada

Cawri – 4ª jogada

Apadí – 5ª jogada


b) A escolha do símbolo determinante da consulta.

Jogaremos uma vez para cada símbolo.


Ex.: o odú opelê está em Irê. Determinar qual o tipo de irê.

okutá 1ª jogada

cawri 2ª jogada

Igbin 3ª jogada

Egun 4ª jogada

Apadí 5ª jogada

Os lançamentos dos búzios serão sempre com 16 búzios. O símbolo determinante será sempre o que tiver menor nº de búzios abertos.

Ex.:

Okutá 2 búzios abertos

Cawri 7 búzios abertos

Igbin 6 búzios abertos

Egun 4 búzios abertos

Apadí 4 búzios abertos

O símbolo determinante será o Okutá. Com 2 búzios abertos que significa um bem de não ver a morte.

Para se saber qual o símbolo determinado pelas cinco jogadas deve-se observar a seguinte regra.

a) o odú mais velho (menos números de búzios abertos) determina o símbolo.

b) Em caso de empate, é escolhido o símbolo que tenha sido indicado primeiro pelo odú mais velho.

c) o surgimento de Òfún (10 búzios abertos) determina que o símbolo para o qual surgiu é o escolhido, não havendo necessidade de se efetuar os lançamentos que faltam.

d) o surgimento de Ejiònilê (8 búzios abertos), determina da mesma forma que Òfún. É o símbolo que está indicando o problema.

e) Em caso de empate, ganha a símbolo para o qual o Odú saiu primeiro.

Ex.:

Okutá 3 búzios abertos

Cawri 5 búzios abertos

Igbin 7 búzios abertos

Egun 3 búzios abertos

Apadí 9 búzios abertos


O símbolo será okutá, para quem o odú mais velho (de menor número) saiu primeiro.


Obs.: Lembrar sempre que saindo 8 (Ejiònilê) ou 10 (Òfún), pára-se o jogo pois um dos dois é sempre o odú determinante do símbolo a ser utilizado.


 

Área Restrita

Quem está on line?

Nós temos 5 visitantes online

Estatísticas

Membros : 990
Conteúdo : 317
Visualizações de Conteúdo : 1171175

Tag Cloud

Sobre o Autor...


Jose Luciano de Oliveira Nunes
Pai Luciano de Xangô
Mestre Umbarô